Posts Tagged ‘Construção Civil’

TOP 100 da construção no Brasil

12 de agosto de 2010

A título de curiosidade, apesar da notícia ser de Março de 2010, muita gente não tem conhecimento. Foi divulgado pela ITCnet (Informações Técnicas da Construção), que há mais de 30 anos acompanha a evolução do setor da construção, realizando pesquisas de empreendimentos nos diversos segmentos, a lista “TOP1oo” das construtoras do Brasil. Este Ranking reconhece as empresas que mais construíram, em metros quadrados, em 2009. O levantamento é realizado a partir da soma das metragens das obras em execução ou já executadas durante o ano de cada uma das construtoras.
Pelo 2° ano consecutivo, a Gafisa é eleita a companhia que mais ergueu m² segundo o ranking, que destacou as construtoras em 11 categorias: recordista em metragem quadrada construída, as duas que mais construíram no segmento comercial, as duas que mais construíram no segmento industrial, as duas que mais construíram em 2009 de acordo com os princípios de ações ambientais e por fim, as categorias voltadas para as empresas que mais construíram na área residencial em todo o Brasil.
As construtoras Gafisa e Tenda construíram mais de 5,8 milhões de m² em 2009 e se destacam também pelo volume de obras em andamento, 459 no total. Veja a lista completa:

Para conferir os Rankings anteriores vá em http://www.itc.etc.br/ e clique em Índices de Mercado. Não esqueça de deixar seu comentário, obrigado pela visita!

Referência:
http://www.itc.etc.br/fatos_e_obras_detalhes.asp?IdReg=83
http://www.revistainfra.com.br/textos.asp?codigo=10469

Anúncios

Cenários 3D ajudam a aquecer o mercado da construção

9 de agosto de 2010

Uma empresa do Sul do país do setor da construção Civil, está usando de recursos em 3D para conquistar seus clientes. São recursos de vídeos e fotos que ficam expostos na fachada da obra.

Um tapume está num prédio em construção, em Porto Alegre. A foto mostra como vai ficar o apartamento ao final da obra. Mas se você colocar os óculos 3-d, tudo muda!
A sensação é de como se estivesse de frente ao apartamento real. Através dos óculos, ele consegue imergir nesse empreendimento, ele consegue ter uma percepção tridimensional, como se estivesse visitando um apartamento decorado.
A construção civil e o mercado imobiliário estão em alta e todos os negócios relacionados ao setor se inovam a cada dia. A empresa busca associar as fronteiras entre arquitetura, comunicação e tecnologia, pra estruturar idéias e inspirar visões. Os cenários digitais mostram como será o prédio. A área de lazer, a recepção e o apartamento. Os vídeos são feitos em terceira dimensão.
O sucesso do cenário digital começou no exterior. Entre 2004 e 2008, a empresa produziu 40 vídeos para construtoras dos Estados Unidos, Emirados Árabes, Hong Kong e China.
“O custo é bastante variado, depende muito de o material final ser produzido e do nosso grau de interferência nesse material. Hoje, eu posso dizer que 75% dos projetos giram numa faixa de R$ 100 e R$ 200 mil.
A empresa tem 20 funcionários fixos e 15 terceirizados. Eles trabalham com equipamentos de última geração para produzir os cenários digitais. O negócio deve faturar três milhões de reais até o final do ano e tudo começou com um investimento de apenas R$ 3 mil, com a compra de um computador. Hoje a empresa desenvolve nove projetos para clientes em todo o Brasil.

Numa região nobre de São Paulo, uma construtora contratou a empresa para produzir o cenário digital em 3 D de um novo empreendimento.
“Antes de erguer um imóvel muitas incorporadoras costumam construir e decorar um apartamento modelo pra mostrar pros clientes e estimular as vendas. O filme em três dimensões derruba este custo. Em vez de gastar com apartamento decorado, as construtoras só precisam de uma sala escura com projetor e óculos em 3 D. A novidade impressiona.
Segundo uma gerente de marketing, o filme 3D sai pela metade do preço de um apartamento em exposição. Mas, para ela, a grande vantagem é que a tecnologia valoriza a modernidade do empreendimento.
Desde que começou a usar a realidade virtual, a construtora percebeu um aquecimento na venda de apartamentos. Os clientes se sentem dentro do espaço.
“Com 3 D você interage dentro dos dormitórios, dentro de sala. Então tem como você interagir com o apartamento nessa imagem”,
“Ele impressiona as pessoas. Faz com que eles fiquem emocionados e a possibilidade de compra é muito grande. Dificilmente você vai perder um cliente nesse produto você mostrando a projeção em 3 D”,
“Existia desde o início uma percepção de que coisas novas podem ser inspiradas ou construídas e que existia um novo modelo, não um modelo que substituísse um modelo antigo, mas um modelo que propusesse um caminho paralelo”.

Fonte:
PEGN

PBQP-H ? Que diabos é isto???

2 de abril de 2010

Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat

Se lhe perguntarem sobre o tal do PBQP-H, por favor, NUNCA, mas NUUUNCA se faça de desentendido. Mesmo que não tenha ouvido falar, diga que possui um papel crucial, que é de extrema importância para atingir excelência em produção e qualidade, “show de bola”. Este é o Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat, que visa elevar os patamares da qualidade e produtividade da construção civil, por meio da criação e implantação de mecanismos de modernização tecnológica e gerencial. O Programa PBQP-H, estabelecido pelo Governo Federal, por meio da qualificação de construtoras, de projetistas, de fornecedores de materiais,  de mão-de-obra, de  normatização técnica, entre outros, busca o aumento da competitividade no setor e a otimização do uso dos recursos.

Níveis de Certificação PBQP-H: A, B, C e D
O PBQPH está dividido em níveis de Qualidade. Vai desde o nível D, o mais simples, até o nível A de certificação, que abrange todos os requisitos do Programa. A diferença entre os níveis é a quantidade de requisitos que devem ser cumpridos. As empresas podem implementar sua certificação direto ao nível, não é necessário começar do D, ir para o C, depois B e por fim o A, porém o nível A já abrange todos os requisitos dos níveis anteriores. O Site do Ministério das cidades, informa que se tratando de Brasil, hoje, o PBQP-H conta com mais de 1.400 empresas no nível A, representando 62% das empresas participantes do Programa.

Objetivo geral
O Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade na Construção Habitacional (PBQP-H) tem o objetivo básico de “apoiar o esforço brasileiro de modernidade por meio da melhoria da qualidade, da produtividade e da redução de custos da construção habitacional, com vistas a aumentar a competitividade no setor”.

Objetivos específicos

  • Fomentar o desenvolvimento e a implementação de instrumentos e mecanismos de melhoria da qualidade de projetos, obras, materiais, componentes e sistemas construtivos;
  • Estruturar programas específicos visando a formação e a requalificação de mão-de-obra em todos os níveis;
  • Promover o aperfeiçoamento da estrutura de elaboração e difusão de normas técnicas, códigos de práticas e códigos de edificações;
  • Coletar e disponibilizar informações do setor e do PBQP-H;
  • Estimular o inter-relacionamento entre agentes do setor;
  • Apoiar a introdução de inovações tecnológicas;
  • Promover a articulação internacional;
  • Universalizar o acesso à moradia, ampliando o estoque de moradias e melhorando as existentes.

Benefícios:

Para o Setor Público

  • Seleção de fornecedores ( materiais e serviços) mais qualificados fazendo  uso melhor dos recursos públicos.

Para o cidadão consumidor

  • Oportunidade de escolher empresas que oferecem produtos e serviços com maior qualidade.

Para as empresas de engenharia

  • Maior produtividade e eficácia na execução das obras;
  • Maior competitividade;
  • Redução de desperdícios e retrabalho;
  • Profissionais capacitados;
  • Melhoria na elaboração de projetos;
  • Materiais com qualidade e atendendo as normas técnicas,
  • Melhoria da imagem da empresa;
  • Modernização tecnológica e gerencial;
  • Melhoria continua dos processos;
  • Segurança do trabalho;
  • Redução do Impacto ao meio ambiente.

Para o Setor da Construção Civil

  • Mercado mais competitivo (isonomia);
  • Confiabilidade do agente financiador e do cliente;
  • Competitividade regional: MERCOSUL e outros países com programa da qualidade similares;

Melhor organização  da cadeia produtiva.

Para você que tem interesse em saber dos requisitos para obter a certificação para sua empresa, segue o link:

Regimento Geral do SiAC :  DOWNLOAD AQUI!

Referências:


%d blogueiros gostam disto: